Opep diz que corte na oferta de petróleo deve ser significativo

ARGÉLIA - Os produtores de petróleo da Opep vão cortar a oferta da commodity quando se reunirem na semana que vem, em Viena, e a redução deve ser significativa, segundo declarações do presidente do grupo, Chakib Khelil.

Redação com Reuters |

"Haverá uma diminuição na produção e a redução deve ser significativa para restabelecer o equilíbrio entre oferta e demanda", disse Khelil neste sábado de acordo com a agência de notícias estatal da Argélia.

A pressão está crescendo para que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduza o fornecimento, após os preços do petróleo terem caído mais de 50% frente ao recorde de US$ 147,27 em julho e as expectativas de uma recessão global terem aumentado.

"Se o corte é de 1,5 milhão de barris por dia, então será 1,5 milhão de barris. Se é de 2 milhões de barris por dia, será 2 milhões de barris por dia", acrescentou Khelil, que é também ministro de Minas e Energia da Argélia.

    Leia tudo sobre: petroleopetróleo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG