Onze policiais e sete civis morrem em atentado suicida no Afeganistão

(Aumenta o número de mortos e especifica que o atentado foi contra uma equipe policial antidrogas) Cabul, 29 abr (EFE).- Onze policiais afegãos e sete civis morreram hoje em um atentado suicida cometido na província de Nangarhar contra uma equipe policial antidrogas, informou o Ministério do Interior afegão em comunicado.

EFE |

O ataque ocorreu hoje na localidade de Kowhai quando um grupo de policiais discutia com líderes tribais antes de erradicar campos de ópio nesta região, próxima à fronteira com o Paquistão, segundo a nota.

Entre os feridos também está o chefe do distrito de Khogyani, segundo o ministério.

Martin O'Donnell, porta-voz da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), tinha afirmado antes que, após um tiroteio de insurgentes na passagem de tropas da Aliança Atlântica, um dos atacantes detonou seus explosivos junto a vários aldeães.

Segundo a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) - sob mandato da Otan -, os disparos prévios causaram a morte de "vários" policiais, mas o Ministério do Interior afirmou que foi o ataque suicida o que causou as 18 vítimas.

No entanto, nenhum soldado da Isaf ficou ferido no incidente.

"Se o objetivo dos insurgentes era ferir e assassinar cidadãos afegãos, tiveram êxito. Isso só mostra a indiferença dos insurgentes pela vida dos afegãos", disse em comunicado o porta-voz da Isaf, general Carlos Branco.

Segundo a nota, os soldados da Isaf estão agora retirando os feridos.

O leste do Afeganistão é uma das zonas com mais presença dos talibãs, que nos últimos anos recorreram aos atentados contra civis de forma crescente. EFE lo/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG