Onze pessoas morreram e 22 ficaram feridas em um atentado suicida com carro-bomba praticado nesta quinta-feira no centro de Bagdá contra o comboio do ministro iraquiano do Trabalho, Mahmud Jawad al-Radi, informaram fontes dos ministérios do Interior e da Defesa.

O ministro, membro da Aliança Unificada Iraquiana (AUI, xiita), que estava no comboio, saiu ileso do atentado, ressaltou o porta-voz do Ministério do Trabalho, Abdallah Lami.

"O ministro estava no comboio, mas não ficou ferido", afirmou.

Três seguranças do ministro perderam a vida, indicou o Ministério do Interior.

O atentado ocorreu às 08h15 (03h15 de Brasília) na Praça Tahrir de Bagdá.

O motorista do carro-bomba "tentou matar o ministro do Trabalho e provocou a morte de três guarda-costas, entre eles um sobrinho do ministro", disse Lami.

ak/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.