ONU visitarão Darfur junto com Governo do Sudão

Genebra, 10 mar (EFE).- Três equipes conjuntas da ONU e do Governo sudanês visitarão nesta semana a região de Darfur para avaliar as necessidades mais imediatas de milhões de pessoas, após o Sudão expulsar 13 ONGs e três agências nacionais.

EFE |

A porta-voz do Escritório para a Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (Ocha), Elizabeth Byrs, disse hoje que as equipes analisarão as necessidades em nutrição, água e alojamentos.

A visita será possível em virtude de um acordo firmado no domingo com o Governo do Sudão, que expulsou as ONGs na semana passada em resposta à ordem de prisão ditada pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) contra o presidente sudanês, Omar al-Bashir, por crimes de guerra e contra a humanidade em Darfur.

Segundo Byrs, estas 16 organizações faziam 40% de todos os trabalhos humanitários em Darfur.

A ONU considera que, com a expulsão das organizações, 1,1 milhão de pessoas deixarão de receber alimentos, 1,5 milhão terão a assistência de saúde ameaçada e 1,6 milhão podem deixar de ter acesso a água potável, saneamento e serviços higiênicos.

Além disso, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) destacou que cerca de 300 mil crianças não poderão voltar às aulas, em meados de abril, se as organizações não tiverem permissão para retornar. EFE vh/jp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG