ONU tenta normalizar operações em Gaza após bombardeio de sua sede

Nações Unidas, 16 jan (EFE).- O diretor das operações da Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos (UNRWA) em Gaza, John Ging, assegurou hoje que esse organismo trata de normalizar suas operações após o bombardeio na quinta-feira de sua sede no território palestino.

EFE |

Ging assegurou que os empregados da agência encontraram um armazém provisório para o qual levaram os materiais que não foram afetados pelo incêndio gerado pelos projéteis israelenses que atingiram o imóvel da ONU na Cidade de Gaza.

"Amanhã (sábado) nossas operações retornarão totalmente a seu nível anterior ao do bombardeio", afirmou o diplomata irlandês em entrevista coletiva via satélite desde Gaza.

Os danos causados pelo ataque israelense não chegaram a interromper totalmente as distribuições de alimentos, mas sim obrigaram a reduzi-las devido à quantidade de material e de equipamentos que foram destruídos pelas chamas, esclareceu.

Assim mesmo, prosseguiu, a continuação dos bombardeios e os combates aumentou nas últimas horas o número de pessoas que buscam refúgio em instalações da Organização das Nações Unidas (ONU).

"Muitos têm medo de retornar para suas casas, mas ao mesmo tempo se sentem inseguros sob nosso teto, pelo o que aconteceu em nossa sede", disse Ging, destacando que a UNRWA não pode garantir que seus imóveis sejam "santuários" no meio da violência. EFE jju/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG