ONU retira funcionários não-essenciais da região sudanesa de Abyei

Cartum, 15 mai (EFE).- A ONU retirou nas últimas horas seus funcionários não essenciais da disputada região sudanesa de Abyei, devido aos combates da terça e quarta-feira entre o Exército e milicianos do Movimento Popular para a Libertação do Sudão (MPLS).

EFE |

Essas informações foram dadas hoje por uma fonte da ONU, que explicou que cerca de 20 empregados de seu escritório nessa região, rica em petróleo, disputada entre o regime de Cartum e o Governo do sul do Sudão, foram retirados de helicóptero.

Durante os confrontos entre soldados sudaneses e milicianos do MPLS, que controla o sul do país, pelo menos quatro pessoas morreram.

Segundo a fonte da ONU, os confrontos começaram após a recusa de um miliciano do MPLS de parar em um posto de controle, administrado pelo Exército sudanês, e então os militares o mataram a tiros. EFE az/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG