Tamanho do texto

Cartum, 15 mai (EFE).- A ONU retirou nas últimas horas seus funcionários não essenciais da disputada região sudanesa de Abyei, devido aos combates da terça e quarta-feira entre o Exército e milicianos do Movimento Popular para a Libertação do Sudão (MPLS).

Essas informações foram dadas hoje por uma fonte da ONU, que explicou que cerca de 20 empregados de seu escritório nessa região, rica em petróleo, disputada entre o regime de Cartum e o Governo do sul do Sudão, foram retirados de helicóptero.

Durante os confrontos entre soldados sudaneses e milicianos do MPLS, que controla o sul do país, pelo menos quatro pessoas morreram.

Segundo a fonte da ONU, os confrontos começaram após a recusa de um miliciano do MPLS de parar em um posto de controle, administrado pelo Exército sudanês, e então os militares o mataram a tiros. EFE az/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.