ONU rejeita divisão da região iraquiana de Kirkuk, rica em petróleo

A ONU afirmou que quer manter a unidade da província iraquiana de Kirkuk, rica em petróleo, com o controle disputado por árabes, curdos e turcomanos, em um relatório apresentado nesta quarta-feira às autoridades.

AFP |

"A Missão de Assistência das Nações Unidas para o Iraque (Unami, na sigla em inglês) analisou quatro opções para a governança de Kirkuk (...). Estas quatro opções consideram Kirkuk uma única entidade e nenhuma propõe uma divisão dos distritos atuais", afirmou a ONU em um comunicado.

A província de Kirkuk acolhe várias comunidades que lutam por poder: os curdos, que querem sua integração ao Curdistão iraquiano, os turcomanos, que se consideram habitantes históricos da região, os caldeus assírios (cristãos) e os árabes que chegaram durante o governo do ex-ditador iraquiano Saddam Hussein.

As propostas, de acordo com a Constituição iraquiana, precisam de um acordo político entre as partes e uma forma de referendo de confirmação", acrescentou a ONU, sem dar detalhes sobre as quatro opções.

sk/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG