ONU reduzirá tropas no Kosovo nos próximos quatro meses

Pristina, 26 jun (EFE).- A missão interina da ONU no Kosovo (Unmik) concluirá nos próximos quatro meses sua remodelação com uma redução notável de tropas, informou hoje em Pristina o novo responsável principal da Unmik, Lamberto Zannier.

EFE |

"A remodelação será um processo que durará quatro meses, e por isso falamos de sua conclusão até o final de outubro", acrescentou Zannier, depois de se reunir com o presidente do Kosovo, Fatmir Sejdiu, para informar-lhe das instruções do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

O plano abre caminho para que a União Européia (UE) possa assumir certas responsabilidades no Kosovo com sua missão civil Eulex, encarregada de assuntos relacionados com a Polícia e a Justiça.

A Unmik, por sua parte, limitará suas funções ao diálogo inter-étnico entre albano-kosovares e as minorias do país, sobretudo os sérvio-kosovares.

O Kosovo declarou de forma unilateral sua independência da Sérvia em 17 de fevereiro, que foi reconhecida até agora por 43 países, entre eles as principais potências ocidentais.

No entanto, a soberania do Kosovo foi taxada de "ilegal" pela Sérvia e por sua aliada Rússia, e também não foi reconhecida por outros países como Brasil, Espanha, Índia e China.

Em 15 de junho, o Parlamento de Pristina adotou a primeira Constituição do novo país, que explicitamente convida a UE a auxiliar na construção de um estado de direito no Kosovo.

A Unmik assumiu a administração da ex-província sérvia em junho de 1999, depois do fim da guerra do Kosovo, que terminou com uma intervenção da Otan, que bombardeou durante 78 dias alvos civis e militares sérvios. EFE am/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG