Genebra, 28 jan (EFE).- A ONU reconheceu hoje que centenas de milhares de pessoas ainda precisam de comida e abrigo no Haiti, enquanto foram registrados os primeiros pacientes com tétano e casos suspeitos de sarampo, doenças contra as quais uma campanha de vacinação começará na próxima semana.

"As provisões são distribuídas em todas as zonas afetadas, mas as necessidades são maiores que a resposta", afirma o mais recente relatório da situação no Haiti do Escritório para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha) da ONU.

Afirma que são necessários "milhares de fornos" para poder passar da distribuição de alimentos prontos para o consumo à provisão de comida que precisa ser cozida, como arroz e feijão.

Até agora, foram distribuídas 3,6 milhões de refeições a 458 mil pessoas, das quais cerca de 300 mil estão em Porto Príncipe, onde há um grande aumento dos beneficiados (40 mil a mais nas últimas 48 horas).

Frente aos casos de tétano e sarampo identificados ultimamente, na próxima semana, começará uma campanha de imunização que incluirá ambas as doenças, além da difteria. EFE is/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.