ONU realiza o primeiro encontro mundial de vítimas do terrorismo

Nações Unidas, 8 set (EFE) - As Nações Unidas realizarão amanhã o primeiro encontro mundial de vítimas do terrorismo para promover a solidariedade para com aqueles que sofreram na pele esta forma de violência indiscriminada e contribuir, assim, para uma condenação internacional das atividades terroristas. A reunião convocada pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, contará com a presença de 18 vítimas do terrorismo e dez especialistas no assunto procedentes dos cinco continentes. Entre os convidados se encontra a ex-candidata presidencial colombiana Ingrid Betancourt, que ficou seis anos seqüestrada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O secretário-geral adjunto da ONU, Robert Orr, qualificou hoje a reunião, que acontecerá na sede das Nações Unidas em Nova York, como um ato histórico sem precedentes. Escutamos em várias ocasiões as vozes dos terroristas, mas em muito poucas as das vítimas, assegurou hoje Orr em entrevista coletiva. Ele indicou que o encontro tem como objetivo identificar em uma face humana o sofrimento que afeta as vítimas do terrorismo no mundo todo e influir nas pessoas que desejam cometer atentados para que adotem métodos pacíficos. Ao mesmo tempo, destacou que a ONU quer facilitar uma mudança nas relações entre as administrações públicas e o coletivo de vítimas do terrorismo. As vítimas sentem em muitas ocasiões que suas reivindicações são ignoradas ou recebem pouca atenção, enquanto os Governos...

EFE |

O secretário-geral adjunto da ONU acrescentou que Ban deseja que este simpósio sirva como "ponto de partida para construir uma grande coalizão" internacional comprometida na luta contra o terrorismo.

A organização do encontro não escapou da polêmica por causa das críticas da imprensa árabe à composição da lista de vítimas convidadas, na qual há pouca representação palestina.

Além disso, os veículos de comunicação consideram que há um número desproporcional de vítimas do terrorismo islâmico. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG