ONU quer que Israel pague por danos às instalações da organização em Gaza

Nações Unidas, 5 mai (EFE).- A ONU exigiu hoje que Israel pague os consertos pelos danos causados às instalações da organização durante a ofensiva contra Gaza, que um relatório do organismo atribui à negligência e à imprudência do Exército israelense.

EFE |

O secretário-geral do organismo, Ban Ki-moon, disse que considera Israel responsável pelos US$ 10,5 milhões em danos sofridos por escolas, clínicas e escritórios do organismo devido aos bombardeios do território palestino.

"Vamos pedir o conserto", assegurou Ban em entrevista após a divulgação do relatório da comissão que investigou nove ataques sofridos por funcionários e instalações das Nações Unidas durante o conflito de dezembro e janeiro.

O Governo israelense qualificou de "tendencioso" o relatório e assegurou que foram ignorados os fatos apresentados aos integrantes da comissão.

"Minha intenção é abordar qualquer outro incidente vinculado a pessoal da ONU caso por caso, e através de um diálogo com o Governo de Israel", afirmou Ban, que agradeceu às autoridades israelenses pela colaboração nesta investigação.

O relatório, que foi entregue aos 15 membros do Conselho de Segurança (CS), é um sumário de um documento mais amplo de 184 páginas que não será tornado público porque contém informação confidencial, acrescentou.

O documento afirma que Israel foi responsável por sete dos nove ataques investigados, que tiveram como saldo cerca de 50 mortos, e que em dois deles empregou fósforo branco.

O Exército israelense também é acusado de não adotar as precauções ou realizar o esforço necessário para assegurar o respeito à inviolabilidade da ONU e proteger os milhares de civis que se refugiaram nos imóveis. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG