ONU quer que europeus tenham maior participação em operações de paz

Paris, 3 mai (EFE).- O responsável das operações de manutenção de paz da ONU, Jean-Marie Guéhenno, defendeu uma maior participação dos europeus nestas missões em entrevista publicada hoje pelo diário francês Le Figaro.

EFE |

Guéhenno faz um balanço de seus oito anos à frente do departamento dos capacetes azuis das Nações Unidas, um cargo que deixará em julho, provavelmente sucedido por outro francês.

"É verdade que os europeus voltaram às operações de manutenção da paz com o Líbano (...) mas se vêem poucos europeus com capacete azul na África", assinala.

"Seria muito ruim que houvesse uma espécie de manutenção da paz de várias velocidades, na qual os europeus se envolvessem apenas em situações com um interesse estratégico direto para eles", adverte Guéhenno.

Após ressaltar que a "África necessita da solidariedade do resto do mundo", Guéhenno afirma que "não seria correto" que os europeus "atuassem apenas entre eles".

Perguntado sobre Darfur, onde o Sudão não quer a participação de europeus, diz que se trata de um caso "atípico", e acrescenta que as "polarizações e desconfianças que dificultam a gestão dos problemas no Oriente Médio" estão entrando no continente através do Chifre da África, o que é "muito grave para a solução dos conflitos africanos". EFE ao/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG