ONU pede US$ 454 mi para atender deslocados no Paquistão

Islamabad, 22 mai (EFE).- A ONU pediu hoje à comunidade internacional US$ 454,6 milhões para financiar seus projetos de apoio aos quase dois milhões de deslocados pela ofensiva militar contra os talibãs na região do Swat, noroeste do Paquistão.

EFE |

"A escala deste deslocamento é inacreditável em termos de volume e velocidade, e causou um terrível sofrimento", disse em comunicado o coordenador humanitário interino da ONU no Paquistão, Martin Mogwanja.

"Pedimos o apoio generoso da comunidade internacional, além da assistência fornecida pelas famílias comuns e as autoridades nacionais", disse.

Para financiar os 165 projetos apresentados pelas organizações de ajuda e agências da ONU são necessários US$ 543,1 milhões, dos quais US$ 88,5 milhões já foram arrecadados.

"A comunidade humanitária pede uma contribuição urgente para os US$ 454,6 milhões restantes, com o objetivo de financiar a assistência aos mais necessitados e afetados pelo resto de 2009", assegurou na nota o escritório da ONU em Islamabad.

O Paquistão pediu nesta quinta-feira mais ajuda internacional em uma conferência de doadores para arrecadar fundos, após reunir US$ 224 milhões até o momento.

O objetivo do país é arrecadar US$ 1 bilhão, e por isso o primeiro-ministro, Yousuf Raza Gillani, pediu a agências humanitárias, organismos multilaterais e potências estrangeiras que assumam sua "responsabilidade" pelos deslocados.

"O Paquistão procura uma resposta positiva e visível da comunidade internacional e reitera seu compromisso de acabar com a militância em seu território", declarou Gillani.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, aproximadamente 1,7 milhão de civis abandonaram seus lares desde o começo de maio nos distritos em conflito. EFE igb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG