ONU pede transparência nas eleições presidenciais no Afeganistão

Nações Unidas, 15 jul (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU pediu hoje que as eleições presidenciais que o Afeganistão realizará em 20 de agosto sejam livres, justas e transparentes para que os resultados reflitam a vontade da população afegã.

EFE |

Os 15 membros do órgão pediram aos cidadãos do país asiático para que votem "nesta oportunidade histórica para que todo o povo afegão se faça escutar".

"O Conselho de Segurança recebe com agrado os preparativos das eleições presidenciais e provinciais, e ressalta a importância de que as eleições sejam livres, justas, transparentes, críveis, seguras e incluam todos", disse o conselho em comunicado.

No documento lido pelo presidente rotativo do órgão, o embaixador de Uganda, Ruhakana Rugunda, foram respaldados os planos da União Europeia (UE) e da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) de enviar missões de observação ao país.

O Conselho pediu aos partidos e candidatos para respeitar os princípios fundamentais da lei eleitoral e da legislação afegã para assegurar a credibilidade dos resultados.

O órgão também ressaltou a importância de as eleições acontecerem em um ambiente de segurança, pelo que estimulou uma maior cooperação entre as forças de segurança afegãs e as tropas da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf).

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, parte como favorito na busca pela reeleição, e disputa o cargo com outros 40 candidatos, entre eles o ex-ministro de Exteriores Abdullah Abdullah e o ex-titular de Finanças Ashraf Ghani. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG