ONU pede ao Iraque que ratifique protocolo de inspeção nuclear

Por Louis Charbonneau NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O Conselho de Segurança pediu na sexta-feira ao Iraque que ratifique um acordo que autoriza inspeções intrusivas da agência nuclear da ONU, que na década de 1990 desmantelou um programa secreto de bombas atômicas no país.

Reuters |

O Conselho disse que discutiria a suspensão das restrições impostas às atividades nucleares civis do Iraque em 1990, depois da sua invasão ao vizinho Kuweit, desde que Bagdá ratifique o chamado Protocolo Adicional da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA, um órgão da ONU), entre outras medidas.

O Iraque já assinou o Protocolo Adicional da AIEA, submeteu-o ao Parlamento para ratificação e concordou em implementá-lo provisoriamente até que entre em vigor.

A declaração, aprovada por todos os 15 países do Conselho de Segurança da ONU, também pede que a AIEA notifique o Conselho sobre a implementação do protocolo pelo Iraque.

O Iraque, grande exportador de petróleo, diz que deseja um programa nuclear civil para gerar energia. Seu vizinho Irã está sob sanções da ONU por desafiar exigências do Conselho de Segurança para suspender suas atividades de enriquecimento de urânio, que são parte de um programa atômico iniciado durante a guerra Irã-Iraque (1980-88).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG