ONU pede à comunidade internacional mais doações ao Haiti

Nações Unidas, 27 out (EFE) - O subsecretário-geral para Assuntos Humanitários da ONU, John Holmes, pediu hoje à comunidade internacional que seja mais generosa com os desabrigados pelos ciclones que devastaram o Haiti em agosto e setembro.

EFE |

Holmes destacou que as Nações Unidas receberam somente 40% dos US$ 108 milhões solicitados em 12 de setembro pelo Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) para ajudar as vítimas dos quatro furacões e tempestades tropicais que atingiram o país.

"Os 40% não são simplesmente suficientes para enfrentar as necessidades que temos nos próximos seis meses", disse o responsável das Nações Unidas em entrevista coletiva.

O subsecretário-geral para Assuntos Humanitários da ONU destacou que, em sua visita, na semana passada, ao Haiti, pôde comprovar a dificuldade da tarefa de reconstruir os danos causados pelos ciclones, que deixaram pelo menos 337 mortos, afetaram 800 mil pessoas e destruíram a pouca infra-estrutura da nação.

"A falta de recursos é um problema e se agravará mais se não recebermos mais doações", destacou.

Holmes indicou que a situação nos abrigos "não é muito boa" dois meses depois das inundações causadas pelos ciclones, e que a população que os ocupa ainda precisa de água, alimentos e serviços sanitários.

A situação é particularmente difícil na segunda maior cidade do país, Gonaives, a qual as enchentes causadas pelas chuvas deixaram enterrada sob grossas camadas de barro.

Por isso, destacou a importância de realizar obras que reduzam o risco de que na próxima temporada de furacões volte a acontecer o mesmo quando as chuvas dos ciclones transformarem as encostas desflorestadas do Haiti em rios de lodo.

"É um excelente investimento porque permitirá economizar o dinheiro que depois deve ser gasto em ajuda humanitária", comentou.

Além disso, prosseguiu Holmes, este tipo de obras forneceria uma fonte de trabalho a milhares de haitianos que não têm oportunidades trabalhistas. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG