ONU mostra confiança sobre solução no Saara Ocidental

Rabat, 19 mar (EFE).- O enviado especial das Nações Unidas para o Saara Ocidental, Christopher Ross, mostrou hoje sua confiança de que a boa vontade das partes envolvidas no conflito sobre esse território cheguem a uma solução concordada.

EFE |

"Expresso minha forte convicção de que, graças à boa vontade de cada um, conseguiremos regular este assunto que afeta a região há 35 anos", afirmou Ross, que está no Marrocos na primeira escala de uma nova viagem à região.

Após sua reunião em Rabat com o ministro marroquino de Assuntos Exteriores, Taieb Fassi Fihri, acrescentou que as discussões realizadas no país abordaram "os próximos períodos na busca de uma solução política ao conflito, baseada nas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas".

Ele não informou, no entanto, se discutiu sobre a situação dos direitos humanos nesse território, um dos pontos mais relevantes em sua viagem, pois deve apresentar em abril um relatório ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para que o Conselho possa debater a renovação do mandato da Missão das Nações Unidas para o Plebiscito no Saara Ocidental (MINURSO).

Fassi Fihri lembrou que "para o Marrocos, os velhos caminhos estão descartados definitivamente e o plebiscito de opções múltiplas e radicais é coisa do passado".

O ministro de Exteriores sustentou que o país respondeu aos pedidos da busca por uma solução com uma iniciativa "de autonomia real no marco do respeito da soberania territorial e da integridade do reino", que, em sua opinião, "foi desejada pela comunidade internacional".

Fassi Fihri qualificou de "preocupante" o contexto regional e assegurou que "por essa razão, o Marrocos está sinceramente comprometido para encontrar essa solução e espera que as outras partes mostrem essa mesma vontade, para que o Magrebe possa se sentir o grande vencedor da negociação". EFE mgr/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG