ONU lança novo programa de auxílio a vítimas de Chernobil

Nações Unidas, 24 abr (EFE).- A ONU lançou hoje um programa orçado em US$ 2,5 milhões para proporcionar informação adequada às comunidades de Belarus, Ucrânia e Rússia que, em 1986, foram afetadas de alguma forma pelo acidente na usina nuclear de Chernobil.

EFE |

O programa, com duração prevista de três anos, tem como objetivo proporcionar informação científica de maneira compreensível aos residentes dos territórios afetados pelo acidente, que no próximo domingo completa seu 23º aniversário.

"A população precisa contar com a melhor informação possível para poder tomar boas decisões", disse hoje em comunicado a administradora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Helen Clark.

Clark disse que o projeto transferirá informação científica "em conselhos práticos e precisos que ajudarão o povo a viver com segurança nas regiões afetadas por Chernobil, aliviará seus medos e contribuirá para devolvê-las à normalidade".

A iniciativa insere-se dentro da resolução adotada em 2007 pela Assembleia Geral, na qual se exige que se ajude essas comunidades a "retornar à normalidade" antes de 2016.

Segundo a ONU, a principal consequência foi o profundo impacto psicológico sofrido pela população, em forma de ansiedade, medo permanente e estresse, especialmente entre as 330 mil pessoas que foram obrigadas a abandonar seus lares.

Fora isso, 47 dos 143 bombeiros e trabalhadores que receberam altas doses de radiação após o acidente morreram em consequência de doenças relacionadas com a exposição.

Cerca de cinco mil pessoas, na época do acidente ainda crianças, contraíram câncer de tireóide, mas somente 15 morreram desde então, segundo dados da OMS, que adverte que os pacientes com esse tipo de doença têm 99% de chances de sobreviver. EFE jju/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG