ONU intensifica distribuição de alimentos no Haiti

Nações Unidas, 17 abr (EFE) - A ONU anunciou hoje que intensificará a distribuição de alimentos no Haiti devido à escassez destes artigos que grande parte da população enfrenta por causa dos altos preços nos mercados. A porta-voz das Nações Unidas, Michèle Montas, assegurou que a missão da organização em Porto Príncipe tomou novas medidas para enfrentar a delicada situação alimentar no país, que causou protestos violentos nas últimas semanas. O Programa Mundial de Alimentos (PMA) distribuirá 8 mil toneladas de alimentos nos próximos dias nas regiões norte, central e sul do país, disse Montas. Ela especificou que seus destinatários principais são a população infantil, as grávidas e as mães em período de lactação. A porta-voz disse que o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) dobrará seu programa de almoço escolar para combater a desnutrição e investirá US$ 1,6 milhão em programas de água e serviços sanitários na região noroeste e do Artibonite. Ao mesmo tempo, lembrou, a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) e o PMA mantêm seu respaldo a vários projetos de emprego avaliados em US$ 2,3 milhões que oferecem trabalho a 2.500 haitianos.

EFE |

O país caribenho atravessa várias semanas de agitação e violência por causa da desesperada situação causada pelo forte aumento do preço dos alimentos.

O primeiro-ministro haitiano, Jacques Edouard Alexis, foi obrigado a abandonar o cargo por seu fracasso em enfrentar a crise e a ONU teve que pedir um aumento da ajuda internacional. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG