ONU instala ponte aérea entre Porto Príncipe e Gonaives, arrasada pelos furacões

As Nações Unidas estabeleceram uma ponte aérea entre Porto Príncipe e a cidade de Gonaives, 150 km mais ao norte, para transportar alimentos e equipamentos de primeira necessidade aos 250.000 sinistrados desta região arrasada pelos furacões que abalaram Haiti, anunciou a ONU nesta terça-feira.

AFP |

"A Missão de estabilização da ONU no Haiti (Minustah) estabeleceu uma ponte aérea entre Porto Príncipe e Gonaives", anunciou Sophie Boutaud de la Combe, porta-voz da missão.

Ela afirmou que a operação já permitiu transportar a Gonaives nos últimos dias 64 toneladas de material, em 46 vôos de helicópteros. Mais de 80.000 habitantes de Gonaives estão alojados em refúgios provisórios.

"Essas operações vão continuar", destacou o porta-voz militar da ONU no Haiti, o coronel Damir Milinovic.

"Todos os elementos militares da Minustah estão mobilizados para proteger a distribuição da ajuda humanitária e para garantir a segurança dos comboios que transportam a ajuda", declarou.

"Os militares e policiais da ONU continuam socorrendo os haitianos, às vezes arriscando a própria vida", destacou a porta-voz da Minustah, citando a intervenção de soldados jordanianos para salvar crianças ameaçadas pela inundação de seu orfanato.

A Unicef anunciou ações específicas em favor das mais de 300.000 crianças afetadas pelos furacões e atualmente vulneráveis "às doenças, à violência e a outras violações de seus direitos fundamentais", declarou Annamaria Laurini, a representante da Unicef no local.

O Fundo das Nações Unidas para a População (Fnuap) pretende cuidar das mulheres e adolescentes, mais vulneráveis a todos os tipos de violência nos refúgios e nos locais de distribuição da ajuda humanitária.

Segundo a ONU, mais de 800.000 pessoas foram afetadas pelas tempestades e furacões que assolaram o país, e mais de cem pessoas morreram desde segunda-feira em Gonaives. "Vamos lançar quarta-feira em Genebra um apelo para arrecadar mais de 100 milhões de dólares para ajudar o Haiti", declarou Joel Boutroue, coordenador humanitário da ONU encarregado das operações de socorro.

O Programa Alimentar Mundial (PAM) afirmou ter distribuído segunda-feira alimentos e água a mais de 10.000 pessoas em Gonaives.

cre/yw

    Leia tudo sobre: onu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG