ONU impõe embargo de armas e outras sanções contra Eritreia

Nações Unidas, 23 dez (EFE).- O Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou hoje uma resolução que estabelece um embargo de armas e outras sanções contra a Eritreia por fornecer armamento aos opositores ao Governo da Somália e por negar-se a resolver sua disputa fronteiriça com o Djibuti.

EFE |

Em sua resolução, o conselho proíbe a importação e a exportação de armas à Eritreia e pede aos países-membros da ONU que inspecionem toda a carga aérea e marítima suspeita que circular entre a nação e a Somália.

Dos 15 países-membros do conselho, a China se absteve na votação e a Líbia votou contra.

Além disso, os 15 Estados impuseram uma proibição de viagem aos indivíduos, incluindo políticos e militares eritreus, que violarem o embargo ou obstruírem qualquer possível acordo com o Djibuti.

O texto aprovado estipula o congelamento de ativos financeiros a indivíduos, Governos e companhias privadas responsáveis por atos de violência ou terrorismo contra outros Estados ou cidadãos da região.

EFE emm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG