ONU fica mais perto de acordo sobre sanções à Coreia do Norte

Nações Unidas, 9 jun (EFE).- Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, China, Rússia, França e Reino Unido) progrediram nas negociações para o acordo que prevê sanções à Coreia do Norte por seu recente teste nuclear, disseram hoje fontes diplomáticas.

EFE |

Representantes das cinco potências, do Japão e da Coreia do Sul voltaram a reunir hoje para discutir a resolução que instituirá novos castigos ao regime comunista norte-coreano.

"Continuamos envolvidos em negociações intensas e produtivas, nas quais conseguimos avançar. Mas ainda não terminamos", disse na saída do encontro a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice.

Segundo a diplomata, o longo período de negociações se deve à complexidade da situação e à natureza técnica das medidas em debate.

"Esperamos terminar em breve, mas não posso ser mais específica", acrescentou.

Por sua vez, o embaixador japonês Yukio Takasu destacou que os sete países envolvidos nas negociações estão se esforçando muito para um acordo.

"Acho que a gravidade deste assunto e sua complexidade nos obrigam a investir mais tempo" nas discussões, acrescentou.

As potências do CS estão há cerca de 15 dias negociando um acordo. Uma das possibilidades é que o texto fortaleça as sanções impostas à Coreia do Norte após o teste nuclear de 2006, até agora não implementadas.

Outra opção é a ampliação da lista de indivíduos e empresas norte-coreanas afetadas pelas sanções, além da imposição de novas punições econômicas. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG