ONU exige que tropas da Eritréia saiam de Djibuti

Nações Unidas, 14 jan (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU exigiu hoje a retirada imediata das tropas da Eritréia que desde o ano passado ocupam uma parte da fronteira com Djibuti e o início de um diálogo sobre o litígio territorial entre os dois países africanos.

EFE |

A resolução demandando a retirada eritréia, que foi apresentada pela França, recebeu o respaldo unânime dos 15 membros do Conselho de Segurança.

O texto aprova a decisão do Governo de Djibuti de retirar suas forças do território em disputa e condena a recusa eritréia a adotar a mesma medida.

O texto exige "a retirada das tropas e todo seu material para as posições que ocupavam antes da crise, e que se assegure que não há presença ou atividades militares na área onde ocorreu o conflito em junho de 2008".

Eritréia e Djibuti estão à beira da guerra desde que em junho de 2008 as tropas eritreas ocuparam algumas áreas na fronteira.

Diante da superioridade numérica e material do Exército eritreu, as tropas de Djibuti se retiraram do front e apelaram à ONU para que interviesse no conflito e passou a contar nesta crise com o respaldo da França e Estados Unidos, que mantêm presença militar regular no local. EFE jju/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG