ONU, EUA, UE e Otan reunidos para analisar a pós-eleição no Afeganistão

As principais potências envolvidas no Afeganistão se reuniram nesta quarta-feira, em Paris, para definir as grandes linhas de sua ação depois da realização de eleições presidenciais cujos resultados ainda são questionados.

AFP |

Depois de um encontro bilateral entre o chefe da diplomacia francesa, Bernard Kouchner, e o emissário especial americano Richard Holbrooke, uma sessão de trabalho reuniu 27 países, na primeira reunião do gênero realizada depois da votação de 20 de agosto. O Irã não está presente.

Segundo os últimos resultados divulgados pela Comissão Eleitoral nesta quarta, o atual presidente Hamid Karzai lidera os resultados das eleições presidencais no Afeganistão com 60% dos votos apurados,

Karzai possui 47,3% dos votos válidos, contra 32,6% para o ex-ministro das Relações Exteriores, Abdullah Abdullah.

Em terceiro lugar está o candidato independente Ramazan Bashardost, com 11,6% dos votos.

No dia seguinte à eleição presidencial de 20 de agosto, o campo de Karzai clamou sua vitória no primeiro turno, enquanto o de Abdullah assegurou que estava à frente e acusou o atual presidente de fraude em grande escala.

Para ganhar no primeiro turno, um candidato deve obter pelo menos 50% mais um dos votos. Caso contrário, será organizado um segundo turno, com certeza em outubro.

Os resultados preliminares globais relativos a 100% dos colégios eleitorais serão anunciados entre 3 e 7 de setembro, indicou nesta segunda-feira a IEC.

str/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG