ONU elogia fim da disputa da cidade petrolífera de Ebey no Sudão

Cartum, 14 ago (EFE) - O enviado da ONU para o Sudão, Ashraf Qadi, qualificou hoje de passo corajoso a superação das disputas sobre a rica cidade petrolífera de Ebey, entre o partido governante do Sudão e o Movimento Popular para a Libertação do Sudão (MPLS), que controla o sul do país.

EFE |

Qadi fez estas declarações em entrevista coletiva realizada hoje em Cartum antes de viajar para Nova York para apresentar um relatório perante o Conselho de Segurança sobre a aplicação do acordo de paz assinado entre ambas as partes em 2005.

Em 1º de agosto, o partido governante e o MPLS decidiram nomear uma delegação conjunta que terá que emitir em três meses uma solução ao conflito.

Enquanto isso, as partes desdobraram uma força conjunta em Ebey e nomearam uma administração para dirigir temporariamente a cidade.

O representante da ONU elogiou a retirada dos combatentes dos dois grupos e a nomeação da administração temporária e destacou que a superação da questão de Ebey terá repercussões positivas em outras regiões.

Além disso, mostrou a disposição da comunidade internacional em apoiar as eleições presidenciais e parlamentares previstas para o próximo ano e descreveu a situação em Ebey e no sul do país de "menos ameaçante" que nos últimos meses.

A zona petrolífera de Ebey, que em maio foi testemunha de choques entre forças governamentais e o MPLS, é reivindicada pela região autônoma do sul do Sudão com vistas a uma eventual independência após um plebiscito de autodeterminação previsto para 2011.

Nesse plebiscito, a população de Ebey deve escolher entre sua anexação ao norte ou ao sul do Sudão. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG