se repetir em qualquer lugar - Mundo - iG" /

ONU diz que xenofobia na África do Sul pode se repetir em qualquer lugar

Genebra, 21 mai (EFE).- A explosão de xenofobia vivida há uma semana na África do Sul é uma demonstração de que as situações de intolerância provocadas pela pobreza estão se estendendo e se agravando no mundo todo, segundo afirmou hoje o alto comissário da ONU para os Refugiados, António Guterres.

EFE |

Os graves ataques xenófobos registrados há uma semana em Johanesburgo e seus arredores se dirigiram contra os imigrantes de outros países africanos, principalmente do vizinho Zimbábue, e provocaram pelo menos 24 mortes e milhares de deslocados.

Guterres advertiu que situações como essa podem se repetir "em qualquer lugar e momento, em países industrializados ou em desenvolvimento", e sustentou que a maneira mais eficaz de evitá-las é "criando condições de vida melhores para os pobres".

Como medidas mais imediatas, ressaltou a urgência de atender as vítimas dos ataques, e de melhorar a capacidade da Polícia e da Justiça para responder a situações deste tipo.

Além disso, defendeu a necessidade de que as autoridades e as organizações da sociedade civil se unam em uma campanha para a promoção da tolerância na África do Sul.

Em um encontro com jornalistas, o alto comissário explicou que nos últimos anos vem sendo consolidada a tendência de diminuição no número de refugiados, enquanto o de deslocados internos aumenta muito.

Embora os conflitos armados continuem sendo uma das principais razões a fazer com que as pessoas abandonem seus lares, Guterres disse que a pobreza extrema e a mudança climática se transformaram nas outras duas grandes causas dos movimentos maciços da população.

"A combinação desses três fatores está provocando o desgaste da tolerância dentro das comunidades e entre elas. Isso é o que está acontecendo na África do Sul", concluiu.

No entanto, o responsável do Acnur - a maior agência humanitária das Nações Unidas - esclareceu que este "é um problema mundial".

Diante do surgimento da pobreza e da degradação do meio ambiente como causa de deslocamentos, Guterres disse que a comunidade internacional precisa desenvolver "novos instrumentos jurídicos" que abranjam esses problemas.

Ele considerou ainda que um mecanismo que pudesse oferecer proteção temporária a uma pessoa - ao contrário de uma proteção a longo prazo, como a que é vista para esses refugiados - poderia ser uma alternativa válida. EFE is/fh/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG