Cabul, 20 ago (EFE).- A grande maioria dos colégios eleitorais afegãos abriu suas portas para o pleito presidencial de hoje, apesar da ameaça de boicote e da violência talibã, confirmou à Agência Efe um porta-voz das Nações Unidas.

"Uma vasta maioria dos colégios recebeu o material logístico e pôde abrir. As eleições estão sendo pacíficas, embora com as tentativas já esperadas dos talibãs de interromper o processo", disse o porta-voz Aleem Siddique, da missão da ONU no Afeganistão (Unama).

A comissão eleitoral tinha previsto a abertura de mais de 6.500 centros de votação, mas nenhuma fonte oficial se atreveu a confirmar em quantos deles seria possível realizar o processo, já que a segurança não era totalmente garantida em todas as regiões.

"Há uma participação lenta, mas sustentada. Mais eleitores no norte e menos no sul e no leste, onde os talibãs têm mais força", disse o porta-voz da missão da ONU.

Segundo ele, a ONU constatou claros esforços dos insurgentes para intimidar eleitores, embora até o momento tenham acontecido "poucas mortes".

"Não nos preocupa a participação, não estamos aqui para analisar os resultados. O que queremos são eleições críveis e aceitáveis", concluiu. EFE daa/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.