ONU diz que haitianos seguem deixando Porto Príncipe

Genebra, 23 fev (EFE).- O Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) confirmou hoje que os habitantes de Porto Príncipe seguem deixando a cidade em ruínas e que só na última semana 80 mil pessoas abandonaram o país em direção a outras regiões.

EFE |

Quase 600 mil pessoas deixaram a capital do Haiti desde o terremoto de 12 de janeiro, provavelmente porque os movimentos sísmicos continuaram ocorrendo, o que mantém vivo o temor na população.

A porta-voz da OCHA em Genebra, Elisabeth Byrs, revelou que 160 mil pessoas estão na fronteira com a República Dominicana.

"Há entre dez e 15 pessoas por casa e precisam de ajuda de maneira cada vez mais urgente", comentou, após explicar que dezenas de milhares de deslocados pelo terremoto encontraram na casa de familiares ou amigos aos que também devem receber ajuda material.

Por enquanto, 30% de 1,2 milhão de haitianos que perderam suas famílias por causa do terremoto receberam materiais de construção, indicou a Federação Internacional da Cruz Vermelha.

As organizações humanitárias estão tentando se adiantar ao início da estação de chuvas, em abril, e sobretudo a de furacões, em junho, fornecendo materiais para a construção de locais com condições de resistir às intempéries. EFE is/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG