Poznan (Polônia), 12 dez (EFE).- O secretário-executivo das Nações Unidas para a Mudança Climática, Yvo de Boer, assegurou hoje na Cúpula sobre o Clima de Poznan que o acordo sobre o meio-ambiente alcançado em Bruxelas ajudará a fechar com sucesso a próxima conferência de Copenhague em 2009.

"O acordo climático da União Européia (UE) envia uma mensagem clara às negociações em Poznan", disse de Boer em entrevista coletiva.

"É um sinal para que os países desenvolvidos tenham a coragem e a resolução que se esteve esperando em Poznan, já que mostra ao mundo que a redução de emissões para 2020 é compatível com a recuperação econômica em uma direção verde", acrescentou o dirigente das Nações Unidas.

Segundo as organizações ambientalistas como o Greenpeace a avaliação do compromisso adotado hoje pelos membros da UE foi radicalmente oposta.

Para os ecologistas, Bruxelas colocou os interesses das grandes corporações "na frente do meio-ambiente e das pessoas", o que reflete, segundo sua opinião, o pouca valor dos líderes europeus na luta contra a mudança climática.

O certo é que o compromisso europeu para mudar o modelo energético e cortar as emissões de efeito estufa está infestado de concessões aos países que colocaram mais obstáculos, como a Polônia e Itália.

A Conferência da ONU contra a Mudança Climática, que termina hoje em Poznan (Polônia), deve sentar as bases para fechar em 2009 um novo Protocolo de Kioto. EFE nt-td/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.