ONU diz que 600 mil precisam de ajuda humanitária no Haiti

O coordenador de ajuda humanitária das Nações Unidas (ONU) para o Haiti, Joel Boutroue, disse que 600 mil pessoas precisam de auxílio no país, por causa de inundações causadas pela tempestade tropical Hanna. Em entrevista à BBC, Boutroue advertiu que a situação pode se agravar nos próximos dias em áreas como a cidade de Gonaives, no nordeste do país, onde 70 mil pessoas estão vivendo em abrigos temporários.

BBC Brasil |

    O nível das águas atinge de dois a três metros em Gonaives e é difícil para os soldados de paz da ONU resgatar vítimas e levar suprimentos para a população.

    Muitas pessoas estão há três dias sobre o telhado de suas casas aguardando socorro.

    Descrevendo a situação do Haiti como "catástrofe", o presidente René Préval advertiu que a verdadeira extensão dos danos e o número de mortos pela tormenta só serão conhecidos quando o nível das águas baixar.

    Pelo menos 136 pessoas morreram em conseqüência da passagem de Hanna - a terceira tempestade tropical a atingir o país caribenho nas últimas semanas.

    O Haiti e os demais países da região agora se preparam para a possível passagem do furacão Ike, que traz ventos de mais de 200 quilômetros por hora.


    Hanna deixou mais de 90 mortos no Haiti / AP

    Leia mais sobre: Haiti

      Leia tudo sobre: haiti

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG