ONU destitui vice-representante no Afeganistão

O vice-representante especial da ONU para o Afeganistão, Peter Galbraith, foi destituído do cargo após desentendimentos sobre as fraudes na recente eleição presidencial no país, segundo informações obtidas pela BBC. Galbraith teria tido um desentendimento com seu chefe, ocomandante da missão da ONU no Afeganistão, o norueguês Kai Eide, sobre a melhor maneira de lidar com as acusações de fraude.

BBC Brasil |

Anteriormente, o ex-vice-representante teria irritado o presidente afegão, Hamid Karzai, ao criticar a Comissão Eleitoral e sugerir uma recontagem total dos votos, o que poderia atirar o Afeganistão em um limbo político por meses.

Segundo a repórter da BBC Lyse Doucet, fontes da ONU afirmaram que o secretário-geral da Organização, Ban Ki-Moon teria decidido encerrar a missão de Galbraith após ficar claro que "seria impossível" que ele continuasse seu trabalho no país.

Alguns ministros afegãos também afirmaram que não queriam mais trabalhar com o vice-representante.

Há cerca de 10 dias, Eide havia afirmado que as eleições teriam causado problemas para as forças estrangeiras no país e admitiu que Galbraith teria deixado o país após um desentendimento, mas negou que teria ordenado a saída dele do Afeganistão.

Os resultados preliminares das eleições indicam que Karzai conquistou 54,6% dos votos contra 27,8% de Abdullah com um comparecimento de 38,7%. Os resultados oficiais devem ser anunciados em semanas.

No início deste mês, monitores da União Europeia no país disseram que cerca de 1,5 milhão de votos - 25% do total - podem ter sido falsificados nas eleições. O presidente Karzai condenou as alegações do bloco europeu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG