ONU denuncia sumiço de enviado especial para o Níger

Nações Unidas, 15 dez (EFE).- A ONU denunciou nesta segunda-feira o desaparecimento no Níger de seu enviado especial para este país, o diplomata canadense Robert Fowler, de quem não se tem notícias desde ontem.

EFE |

O porta-voz da ONU Farhan Haq disse à Agência Efe que as autoridades do Níger comunicaram hoje às Nações Unidas que o veículo de Fowler, de 64 anos, foi encontrado abandonado em uma localidade 48 quilômetros ao norte de Niamey, a capital do país.

"Não sabemos o pode ter acontecido. Não temos muitas informações", declarou Haq.

O porta-voz destacou que o desaparecimento do diplomata, de seu ajudante e do motorista do veículo aconteceu enquanto o enviado especial mantinha contatos com funcionários do Governo nos arredores da capital.

Haq disse que até o momento a ONU não recebeu pedidos de nenhum tipo, nem mesmo de resgate.

Por sua vez, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que o pessoal da organização está se esforçando ao máximo para esclarecer o ocorrido.

"Preocupa-me o que aconteceu. Fizemos tudo o que era possível para encontrar seu paradeiro", respondeu Ban à imprensa.

Ban nomeou Fowler enviado para o Níger em julho deste ano, para que ajudasse a estabilizar o país, que enfrenta uma rebelião na região norte. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG