ONU defende investimentos na agricultura

A desregulamentação dos mercados compromete a segurança da economia mundial, revela um relatório das Nações Unidas publicado nesta terça-feira e que defende um aumento dos investimentos públicos no setor agrícola.

AFP |

"Os mercados não podem ser abandonados à própria sorte na hora de se garantir níveis adequados e desejados de segurança econômica", destaca o Relatório Mundial Econômico e Social 2008, publicado pelas Nações Unidas.

O documento destaca o equívoco da política de pressionar os países em desenvolvimento para que abram seus mercados antes de consolidar seus empreendimentos agrícolas produtivos e a infra-estrutura rural.

"Essa carência tem se tornado um fator de desestabilização para uma questão básica em matéria de segurança pessoal e social, como é a capacidade de um país de alimentar seus cidadãos".

O relatório recomenda, entre outras medidas, "intervenções estratégicas integradas e investimentos públicos em agricultura, assim como um melhor equilíbrio de políticas econômicas e sociais".

Enquanto a insegurança econômica é mais sensível nos países pobres, os países desenvolvidos também são afetados por "desigualdades crescentes, endividamento e falta de apoio social".

O documento defende a limitação dos movimentos de pêndulo dos ciclos econômicos e a redução do endividamento e da dependência dos instrumentos financeiros de estímulo ao crescimento, assim como a promoção de políticas microeconômicas adaptadas às prioridades de cada país e a revitalização do multilateralismo.

O relatório destaca ainda que a prática de acumular grandes reservas em divisas estrangeiras como garantia custa 100 bilhões de dólares anuais aos países em desenvolvimento.

ltl/LR/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG