ONU critica Hamas por confiscar ajuda humanitária em Gaza

Nações Unidas, 4 fev (EFE).- O subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, John Holmes, condenou hoje o confisco de ajuda humanitária pelo Hamas na Faixa de Gaza.

EFE |

Holmes, em nota divulgada pelas Nações Unidas, classificou como "inaceitável" a retenção de ajuda humanitária pertencente à agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA, na sigla em inglês) praticada pelo Hamas. Além disso, pediu a "imediata devolução" de tudo o que foi confiscado.

O coordenador da ajuda humanitária da ONU ressaltou que a organização está fazendo "o máximo" para prestar assistência básica aos 1,4 milhão de civis afetados pela ofensiva militar que Israel lançou contra Gaza no mês passado.

Holmes ressaltou que ações como o confisco de assistência humanitária "põe em risco a entrega da ajuda".

"As Nações Unidas não podem aceitar, sob nenhuma circunstância, que uma das partes de um conflito desvie ajuda", afirmou o diplomata em nota.

O funcionário da ONU disse ainda que é essencial assegurar o acesso dos civis de Gaza à assistência e à distribuição de ajuda.

"Peço às partes a que respeitem a neutralidade e a independência dos trabalhadores humanitários, assim como as das instalações em que trabalham e dos carregamentos" destinados às vítimas, afirmou.

A Polícia de Gaza entrou nos armazéns da UNRWA no território palestino e confiscou mantimentos estocados depois que trabalhadores da agência se recusaram a entregá-los.

Os alimentos levados pela Polícia de Gaza em nome do Ministério de Assuntos Sociais dirigido pelo Hamas seriam distribuídos a 500 famílias do território. EFE emm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG