ONU condena eleições locais em municípios sérvios do Kosovo

Pristina, 11 mai (EFE).- A Missão das Nações Unidas no Kosovo (Unmik), que administra o território kosovar desde 1999, criticou hoje duramente a decisão de Belgrado de convocar eleições locais nos municípios de maioria sérvia na região.

EFE |

Em comunicado, a Unmik afirmou que "lamenta que a República da Sérvia tenha escolhido ignorar a resolução 1.244 (do Conselho de Segurança) e tenha agido sem a autorização das Nações Unidas".

Segundo o texto divulgado pela missão da ONU, estas ações "contradizem as declarações" do representante especial da ONU no Kosovo, Joachim Rücker, e suas "repetidas manifestações de apoio à total aplicação da resolução 1.244".

Os sérvios do Kosovo participam com o beneplácito da ONU das eleições parlamentares realizadas hoje na Sérvia, consideradas cruciais para o futuro do país, entre uma aproximação à Europa ou o isolamento.

Esta é a primeira vez que a Sérvia organiza um pleito local no Kosovo desde 1999, quando a ONU assumiu a administração da região, após a campanha militar da Otan que terminou com o controle sérvio da zona.

Os sérvios do Kosovo votarão no pleito legislativo do país, assim como em outras ocasiões.

No entanto, eles também votarão para eleger autoridades municipais nas regiões kosovares onde são maioria, apesar do protesto do Governo do Kosovo e da Unmik, que insiste em ser a única autoridade a poder organizar eleições locais na região.

Rücket disse hoje que estas eleições locais, seus resultados e as instituições municipais sérvias para as quais têm que escolher representantes não têm nenhum efeito legal no Kosovo.

"Ações ilegais não podem ter conseqüências legais", e seus resultados não serão reconhecidos, disse o alto funcionário da ONU.

Am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG