ONU cogita analisar crise entre Tailândia e Camboja

Nações Unidas, 23 jul (EFE) - O Conselho de Segurança da ONU analisou hoje o pedido do Camboja de realizar uma reunião de emergência para tratar a disputa entre o Governo de Phnom Penh e a Tailândia sobre a soberania de um templo milenar situado na fronteira dos dois países.

EFE |

A afirmação foi feita pelo presidente de turno do Conselho de Segurança, o embaixador vietnamita Le Luong Minh, na saída de uma reunião do principal órgão.

"Tratamos da solicitação do Camboja de realizar uma reunião de emergência do Conselho de Segurança para debater as tensões fronteiriças entre Tailândia e Camboja e estamos analisando o pedido", disse o diplomata.

O Camboja apelou na terça-feira ao Conselho de Segurança e à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para que façam a mediação no conflito e evitem a escalada de tensão, depois de fracassar a reunião de representantes de ambas as Forças Armadas para tentar resolver o caso.

Também não teve sucesso o papel de moderador da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

O Camboja deseja que as Nações Unidas obriguem a Tailândia a retirar os soldados que desdobrou na fronteira depois do aumento das tensões na semana passada.

A crise começou depois que três nacionalistas tailandeses cruzaram ao país vizinho para reivindicar a soberania do templo Preah Vihear, recentemente declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Os ativistas foram expulsos imediatamente por soldados cambojanos, e, nesse momento, começou o envio em massa de tropas ao lugar por parte de ambos os Governos, cujas relações bilaterais poderiam estar a ponto de se romper. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG