ONU celebra primeiro Dia Internacional da Democracia

Nações Unidas, 15 set (EFE) - A ONU celebrou hoje pela primeira vez o Dia Internacional da Democracia, com um apelo para defender um valor universal sem o qual não se podem atingir com plenitude as metas às quais toda a sociedade aspira.

EFE |

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou em um discurso em uma reunião da Assembléia Geral das Nações Unidas que a democracia continua sendo uma das missões principais da organização.

"A experiência nos demonstrou várias vezes que a democracia é um elemento essencial para alcançar as metas fundamentais da paz, os direitos humanos e o desenvolvimento", disse Ban em seu discurso.

Ele destacou que há uma "tendência em algumas partes do mundo a questionar o valor da democracia", que existe a percepção de "que não conseguiu melhorar a vida dos povos" e que promover esse valor é interpretado por alguns como "uma intervenção estrangeira".

O sul-coreano advogou responder a essas dúvidas lembrando que as democracias consolidadas não enfrentam umas às outras em guerras.

Além disso, as sociedades democráticas são as que melhor garantem os direitos básicos e que é muito mais provável conseguir desenvolvimento se "os cidadãos têm uma voz genuína em como se governa".

Ban lembrou a experiência da Coréia do Sul, que recebeu em "longa e difícil" transição democrática assistência das Nações Unidas e de Governos estrangeiros.

"Tenho a determinação de que as Nações Unidas trabalhem globalmente, onde possam ajudar à construção e consolidação de sistemas democráticos", acrescentou.

O Dia Internacional da Democracia foi criado em novembro do ano passado pela Assembléia Geral da ONU para promover "um valor universal baseado na livre expressão dos cidadãos para determinar por si mesmos seu sistema político, econômico, social e cultural".

EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG