ONU celebra 1º Dia Humanitário Mundial

Nações Unidas, 19 ago (EFE).- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, liderou hoje a celebração na sede da organização do I Dia Humanitário Mundial, dedicado às milhares de pessoas que arriscam diariamente suas vidas no mundo todo para ajudar vítimas de conflitos e catástrofes.

EFE |

A jornada começou com uma cerimônia em lembrança dos 22 funcionários do organismo que morreram há seis anos no atentado contra a sede da ONU em Bagdá, incluindo o diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello.

Ban pediu um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.

"No ano passado, mais trabalhadores humanitários ficaram feridos gravemente ou foram sequestrados. É algo inaceitável", afirmou Ban, que lembrou que, na terça-feira, dois funcionários afegãos da ONU morreram em um atentado em Cabul.

Segundo os dados da ONU, no ano passado, 260 trabalhadores humanitários foram vítimas de incidentes, que causaram a morte ou ferimentos, ou durante os quais foram sequestrados, entre eles funcionários de ONGs, da ONU ou da Cruz Vermelha.

Um total de 122 trabalhadores humanitários morreu no ano passado durante incidentes, em comparação com os 36 que faleceram dez anos antes. EFE jju/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG