A ONU cancelou temporariamente as missões humanitárias no sul das Filipinas por motivos de segurança depois de vários atentados, que deixaram 12 mortos e 100 feridos nos últimos dias.

"A ONU ordenou o cancelamento de todas as missões em Mindanao até novo aviso. Os deslocamentos de funcionários foram restringidos", afirmou uma fonte do Programa Mundial de Alimentos (PMA).

A decisão afeta o fornecimento de alimentos de mais de 200.000 pessoas que vivem em campos de Mindanao depois da violência que afetou a ilha no ano passado.

strs/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.