ONU aumenta a US$ 6,3 bilhões a solicitação para ajuda humanitária

Nações Unidas, 16 jul (EFE) - As Nações Unidas aumentaram hoje de US$ 3,8 bilhões a US$ 6,3 bilhões a solicitação de fundos para fornecer ajuda humanitária em 2008 devido ao alto preço dos alimentos e ao aprofundamento da crise que enfrenta o planeta.

EFE |

O Escritório de Coordenação de Ajuda Humanitária da ONU (Ocha) tinha apresentado em dezembro de 2007 o pedido de US$ 3,8 bilhões para ajuda.

O encarecimento dos alimentos, o alto preço dos combustíveis e o aumento do número de pessoas que dependem da ajuda humanitária no mundo todo obrigaram a revisar em alta a solicitação de dezembro, explicou hoje o subsecretário para Assuntos Humanitários, John Holmes.

Some-se a isso a deterioração das condições em algumas das maiores crises humanitárias dos últimos anos, como Somália ou Sudão, por causa de secas e do recrudescimento dos conflitos internos.

As verbas para a aquisição de alimentos passaram de US$ 1,9 bilhão a US$ 2,6 bilhões, um aumento de 37%.

A chamada solicitação global apresentada pelas Nações Unidas todos os anos reúne as necessidades financeiras das diferentes agências humanitárias da organização internacional e de cerca de 240 ONGs que operam neste mesmo campo.

Os fundos pedidos têm como destino mais de 25 milhões de pessoas em 34 países afetados por crises políticas, econômicas e naturais que dependem da ajuda externa para sobreviver.

Dos US$ 6,3 bilhões, cerca de US$ 1,9 bilhão irão para o Sudão, US$ 736 milhões serão para a República Democrática do Congo, US$ 641 milhões para a Somália, US$ 448 milhões para os territórios palestinos ocupados e US$ 416 milhões à região de África Ocidental.

Além disso, US$ 394 milhões serão destinados para o Zimbábue, US$ 372 milhões para Uganda, US$ 306 milhões para o Chade, US$ 114 milhões para a República Centro-Africana e US$ 54 milhões para Costa do Marfim.

Holmes indicou que os países doadores tinham fornecido até junho um total de US$ 2,9 bilhões, o equivalente a 46% dos fundos pedidos, que, com esta revisão, quase dobraram.

"É o maior número, em termos absolutos e de percentual, que se tenha conseguido até agora a esta altura do ano", observou.

Segundo dados do Ocha, os recursos obtidos pela ONU após os apelos dos últimos anos aumentaram gradativamente.

Em 2006, tinha sido obtido até agora 36% dos recursos solicitados e em 2007, 43% dos US$ 4,4 bilhões pedidos esse ano. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG