ONU atribui queda do consumo de drogas ao abuso de remédios

Viena, 24 fev (EFE).- A queda do consumo de drogas ilícitas na Europa Ocidental e nos Estados Unidos se deve ao crescimento do uso de remédios, indicou hoje o órgão da ONU que zela pelo cumprimento dos tratados sobre substâncias ilegais.

EFE |

"Tem sido uma tendência as pessoas usarem menos drogas ilícitas, assim como identificamos o crescimento do consumo de medicamentos prescritos", afirmou hoje em entrevista coletiva em Viena Sevil Atasoy, presidente da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife).

"Existem legislações mais restritivas às drogas ilícitas e as pessoas estão mais bem informadas sobre os danos cerebrais que podem causar, mas não sabem que os mesmos efeitos negativos podem ser produzidos também pelos fármacos", disse Atasoy.

"Acreditam que porque são remédios não causam tanto mal quanto a heroína", acrescentou o responsável da Jife para advertir sobre essa percepção errônea.

O especialista - catedrático de bioquímica e ciências forenses na Universidade de Istambul - explicou que esta tendência de substituir drogas ilegais por remédios legais começou nos Estados Unidos e agora chega à Europa, onde também foi registrada uma queda no abuso de drogas ilícitas, como a cocaína. EFE ll/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG