ONU alerta que Etiópia tem a pior crise alimentícia do mundo

Adis-Abeba, 1 set (EFE).- A crise alimentícia mais acentuada do mundo acontece atualmente na Etiópia, disse hoje em Adis-Abeba o sub-secretário-geral da ONU para assuntos humanitários, John Holmes.

EFE |

"Diante da urgência gerada pela falta de alimentos e do risco de que crianças morram de fome, não acho que haja outra crise como esta", disse Holmes.

O funcionário das Nações Unidas visita à Etiópia para observar os esforços do Governo etíope, das agências da ONU e das organizações internacionais de assistência humanitária em atender às necessidades de mais de dez milhões de pessoas que sofrem com a escassez de alimentos no país africano.

Os agricultores e criadores de gado etíopes se vêem afetados por uma persistente seca e os altos preços dos alimentos, que em algumas áreas aumentaram em cinco vezes em menos de um ano.

Ao mesmo tempo, o aumento mundial nos preços da comida e dos combustíveis dificultaram as iniciativas de assistência do Programa Mundial de Alimentos, cujo poder aquisitivo acabou sendo reduzido à metade devido a essas altas.

Em algumas regiões da Etiópia, as temporadas de chuvas foram poucas ou quase inexistentes durante três anos seguidos.

Durante seu percurso pelas áreas mais afetadas, um dos granjeiros, parado frente a uma pobre plantação de milho, disse a Holmes que tinha plantado, em vão, quatro vezes este ano com a esperança de que chovesse.

"Até que as chuvas cheguem, os doadores internacionais de assistência terão que prestar sua ajuda", assinalou Holmes.

A Etiópia pediu a países doadores como Estados Unidos e Reino Unido US$ 140 milhões extras em assistência. O número provavelmente aumentará este mês, quando as autoridades de Adis-Abeba divulgarem uma atualização de suas necessidades humanitárias.

"Uma das dificuldades é que estes problemas estão se acentuando em todas as regiões do mundo e os recursos que os doadores podem dar não são ilimitados", assinalou Holmes. EFE nb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG