unilateral com líderes talibãs - Mundo - iG" /

ONU afirma que não mantém diálogo unilateral com líderes talibãs

Nações Unidas, 29 jan (EFE).- A ONU afirmou hoje que seu enviado especial ao Afeganistão, o norueguês Kai Eide, não manteve um diálogo unilateral com líderes do Talibã sob O porta-voz das Nações Unidas, Farhan Hag, assinalou que corresponde ao Governo do presidente afegão, Hamid Karzai, a responsabilidade de decidir se deve conversar com a insurgência talibã.

EFE |

"Nem ele (Eide), nem Unama (a missão da ONU no Afeganistão) tiveram diálogo de paz unilateral. Apoiaremos o Governo afegão se o decidir fazer, e também respaldamos a causa da reconciliação, mas não há um processo unilateral", afirmou em entrevista coletiva Haq.

Além disso, negou que Eide tivesse se reunido no começo do ano em Dubai com representantes talibãs, tal como asseguraram na quinta-feira inúmeros meios de comunicação internacionais.

O porta-voz ressaltou que as Nações Unidas "estão dispostas a ajudar, mas quando houver o pedido".

Nesse sentido, lembrou que o secretário-geral do organismo, Ban Ki-moon, somou seu respaldo à política de reconciliação que Karzai apresentou durante a conferência internacional sobre o Afeganistão realizada na última quinta-feira em Londres.

"O secretário-geral deu muita importância em seu discurso na conferência de Londres ao conceito da reconciliação, mas também disse que o Governo afegão deve liderar", acrescentou Haq.

Karzai anunciou na reunião em Londres a criação de "um conselho nacional para a reconciliação e a integração nacional", no qual participarão todos os setores que renunciem à violência.

Paralelamente, o comitê de sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas decidiu na terça-feira retirar de sua lista negra cinco ex-comandantes talibãs que abandonaram a luta armada nos últimos anos. EFE jju/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG