ONU afirma que autoridades birmanesas autorizaram 16 vistos

Genebra, 13 mai (EFE).- A Junta Militar que governa Mianmar (antiga Birmânia) autorizou até agora a emissão de 16 vistos para colaboradores das Nações Unidas, frente aos cerca de 100 solicitados por essa organização, disse hoje a porta-voz do Escritório da ONU para a Ajuda Humanitária (Ocha), Elisabeth Byrs.

EFE |

Em entrevista coletiva, Byrs disse que 34 vistos estão "em trâmite" para funcionários da ONU, enquanto 16 foram concedidos, mas não entregues, e ressaltou que ainda se espera "uma confirmação oficial".

A porta-voz, que assim como em comparecimentos anteriores evitou criticar o Governo birmanês, aparentemente para não prejudicar os trâmites, reconheceu que esses número não são "nada em comparação à magnitude do desastre" causado pela passagem do ciclone "Nargis", há dez dias.

No entanto, a porta-voz considerou que há "sinais positivos" por parte das autoridades birmanesas, como o fato de que estejam tramitando os vistos, embora sejam poucos, e que 27 aviões com ajuda humanitária tenham conseguido descarregar nesse país ou estejam em processo de fazer isso.

Em resposta a insistentes perguntas, Byrs disse também que só podia confirmar a entrada a Mianmar de dois especialistas em avaliação de desastres da ONU. EFE is/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG