Ônibus da seleção do Togo é metralhado em Angola

O ônibus que transportava a seleção do Togo, que tem entre as suas estrelas o atacante Emmanuel Adebayor, do Manchester City, foi atacado com disparos de metralhadora nesta sexta-feira pouco depois de cruzar a fronteira da República Democrática do Congo com Angola. As primeiras informações indicam que até seis jogadores togoleses e o motorista teriam ficado feridos no atentado.

BBC Brasil |

O time chegava a Angola para disputar a Copa Africana das Nações, que começa no domingo. O primeiro adversário do Togo seria Gana, na próxima segunda-feira.

O atacante Thomas Dossevi, do Nantes, disse à emissora de televisão francesa Infosport que o time passava pela região de Cabinda quando foi atacado. Os jogadores teriam ficado escondidos sob os bancos do ônibus durante vinte minutos.

Em entrevista à Rádio Monte Carlo, Dossevi disse que o time se encontra no hospital. "Fomos atacados como cães e tivemos que ficar 20 minutos debaixo dos assentos para escapar das balas", afirmou o jogador.

Dossevi disse ainda que a seleção togolesa não está mais disposta a disputar a Copa Africana, o mais importante torneio de futebol do continente.

Sede da competição, Angola investiu milhões de dólares em novos estádios e reformas para receber os torcedores africanos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG