ONGs criticam candidatura de 5 países a Conselho de Direitos Humanos da ONU

Nações Unidas, 10 mai (EFE).- Uma coalizão de ONGs criticou hoje as candidaturas de Líbia, Angola, Uganda, Malásia e Tailândia ao Conselho de Direitos Humanos (CDH) das Nações Unidas, por considerar que não cumprem os requisitos em matéria de respeito dos direitos fundamentais necessários para entrar no órgão multilateral.

EFE |

Nações Unidas, 10 mai (EFE).- Uma coalizão de ONGs criticou hoje as candidaturas de Líbia, Angola, Uganda, Malásia e Tailândia ao Conselho de Direitos Humanos (CDH) das Nações Unidas, por considerar que não cumprem os requisitos em matéria de respeito dos direitos fundamentais necessários para entrar no órgão multilateral. Em carta aos países da ONU, a coalizão afirmou que esses cinco Governos descumprem o requisito de manter "os padrões mais altos" em matéria de direitos humanos. Por isso, pede que os países não votem a favor destas cinco candidaturas se elas não adotarem medidas concretas para abordar as preocupações sobre os direitos humanos em seus respectivos territórios. Também exigem que os países que se candidatam a fazer parte do CDH, com sede em Genebra, se comprometam explicitamente a cooperar com os relatores e permitam a entrada dos especialistas da ONU. "Quando um Estado quer fazer parte do CDH, pelo menos deveria abrir suas portas aos analistas do mesmo conselho", disse, em comunicado, a diretora da Human Rights Watch, Peggy Hicks, uma das 12 organizações que formam a coalizão. Peggy disse que muitos dos Governos que se candidataram este ano dificultaram as visitas de relatores a seus países. A Assembleia Geral da ONU votará no dia 13 de maio a seleção de 13 novos membros do CDH, que, no total, é formado por 47 países divididos em grupos regionais. EFE jju/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG