ONG pede que Córdoba participe de libertação de refém das Farc

Brasília, 29 abr (EFE).- Lilia Solano, porta-voz do grupo Colombianos pela Paz (CPJ), disse hoje à Agência Efe que é fundamental a presença da senadora Piedad Córdoba na libertação unilateral do militar Pablo Emilio Moncayo anunciada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

Além disso, ela pediu "flexibilidade" ao Governo de Álvaro Uribe.

"No CPJ confirmamos nossa vontade pela paz e achamos que é fundamental que a senadora Córdoba possa, como pede a outra parte, recolher o cabo (Pablo Emilio) Moncayo e o corpo do major (Ernesto) Guevara", afirmou Solano, que acompanha a senadora colombiana em uma visita ao Brasil.

Para a porta-voz, é preciso que o Governo colombiano tenha mais "flexibilidade" na decisão de aceitar somente a Igreja Católica e a Cruz Vermelha Internacional (CICV) como fiadores da libertação.

As Farc anunciaram há semanas a disposição de soltar Moncayo, sequestrado há mais de 11 anos, e de entregar o corpo do major Guevara, refém desde 1998 e morto durante o cativeiro.

No entanto, em comunicado divulgado hoje, as Farc exigiram a presença de Córdoba na libertação de Moncayo, pois consideram "insuficientes" o CICV e a Igreja Católica.

Córdoba está com Solano no Brasil desde segunda-feira passada e pediu ao Governo brasileiro que apóie a criação de uma zona neutra para realizar um diálogo entre as Farc e as autoridades colombianas, assim como fornecer a logística para as próximas libertações. EFE ed/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG