ONG pede que Conselho de Segurança discuta detenções ilegais no Iraque

Nova York, 28 abr (EFE).- A ONG Human Rights Watch (HRW) pediu hoje aos membros do Conselho de Segurança da ONU que incluam as detenções ilegais no Iraque em seus debates sobre a situação no país asiático.

EFE |

A HRW disse em comunicado que os Estados Unidos invocam resoluções do Conselho "para justificar a detenção de milhares de iraquianos por períodos indefinidos, sem revisão judicial e sob processos militares que não seguem os padrões internacionais".

Na carta enviada aos membros do Conselho, a HRW assinalou que a Força Multinacional no Iraque liderada pelos EUA mantinha 24.514 pessoas detidas no final de 2007, segundo dados da Missão de Assistência das Nações Unidas no Iraque (Unami).

"As pessoas merecem um processo justo com base na legislação internacional sobre direitos humanos", assinalou a organização.

O diretor-adjunto da HRW para o Oriente Médio, Joe Stork, manifestou que o Conselho de Segurança "deve insistir em que os Estados Unidos acatem o direito internacional para as pessoas detidas".

A ONG pediu também às autoridades americanas que permitam que a Unami e observadores iraquianos e estrangeiros visitem os centros de detenção e divulguem os resultados dessas averiguações. EFE vm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG