ONG pede a Governo britânico para fazer mais contra turismo sexual

Londres, 17 ago (EFE).- Uma ONG dedicada à luta contra a exploração sexual da infância pediu hoje ao Governo de Londres para atuar mais decididamente contra os cidadãos britânicos que abusam de menores no estrangeiro.

EFE |

A organização, Ecpat UK, considera que as autoridades não estão fazendo uso dos poderes que têm para limitar o direito desse tipo de delinqüente sexual de viajar livremente .

Apenas seis pessoas tiveram que responder perante a justiça britânica por abuso sexual de menores no estrangeiro desde 1997, denuncia a organização em um relatório dedicado ao tema.

A diretora do Ecpat, Christine Beddoe, citada hoje pela "BBC", afirma que é fácil para esses delinqüentes escapar do controle da Polícia britânica.

Em seu relatório, a ONG denunciante recomenda ao Governo britânico que reforce a cooperação com os países de destino turístico nessa matéria, desenvolver equipes mistas de investigação e assinar acordos que permitam a deportação imediata do delinqüente ao Reino Unido para sua inclusão no registro criminal correspondente.

Um porta-voz do Ministério do Interior britânico assinalou que este país já tem "uma das leis mais duras do mundo" em matéria de abuso de menores e explicou que as últimas reformas legais significam que quem comete esse tipo de abuso se expõe a ser processado também no Reino Unido. EFE jr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG