ONG lança campanha para proteção de tribo indígena brasileira

Londres, 4 fev (EFE).- A organização Survival International lançou uma campanha para a proteção da tribo indígena brasileira Awá, cujo habitat corre perigo por causa da ação dos colonos.

EFE |

Segundo essa organização com sede no Reino Unido e que trabalha com a proteção dos povos indígenas do mundo, cerca de 300 membros da tribo Awá foge dos tratores que destroem a floresta onde vivem.

Os Awá, dos quais 60 nunca tiveram contato com o mundo exterior, são uma das últimas tribos nômades que se dedicam à caça e à coleta que restam no Brasil.

Madeireiros, fazendeiros e colonos estão invadindo suas terras, caçando os animais que são sua base de subsistência e expondo os membros da tribo à doença e à violência, denuncia a ONG.

Um grupo de madeireiros se instalou a apenas três quilômetros da comunidade Awá, afirma a Survival International.

Nos anos 70, a União Europeia e o Banco Mundial financiaram uma mina de minério de ferro e uma ferrovia na região, o que fez com que chegasse muitos colonos. Mais de dois terços dos Awá com os quais as autoridades estabeleceram contato durante esse período morreram.

O Governo brasileiro reconheceu as terras dos Awá no Maranhão, mas não está protegendo seus limites, denuncia a ONG.

Segundo Fiona Watson, ativista da Survival International e que visitou alguns dos Awá que têm contato com o mundo exterior, eles "são grandes caçadores e especialistas na coleta, mas precisam de cada centímetro quadrado da floresta onde moram para viver". EFE jr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG